06 julho 2013

Presente de casamento

A ex-mulher recebeu o convite com surpresa.
Rasgou em mil pedacinhos, queimou e jogou as cinzas pela descarga.
A entrada para a festa, guardou.
Colou na geladeira, com imã.
No dia marcado, compareceu.

Foi de preto, feito viúva, e fez questão de pegar o buquê.
Guardaria as rosas para a coroa de flores do casal.
Escondida, cortara o cabo do freio da limusine antes de entrar na igreja.
Presente de casamento.
Não comeu nada na festa, só bebia, sozinha, num canto -
nada muito forte, para não perder nenhum detalhe da saída dos noivos.
Hora de agir.
Correu, para ver de perto o acidente.
Aguardou na esquina, na esperança de que algo acontecesse por perto.
Acertou.
Gritos
e latinhas, amarradas, por barbante, e arrastadas, pelo chão.
Carro desgovernado.
Morreu atropelada.
Sem comer nenhum pedaço do bolo.

Pétalas vermelhas, no chão.



Isaac Ruy

2 comentários:

  1. CONVITE
    Passei por aqui lendo, e, em visita ao seu blog.
    Eu também tenho um, só que muito simples.
    Estou lhe convidando a visitar-me, e, se possível seguirmos juntos por eles, e, com eles. Sempre gostei de escrever, expor as minhas idéias e compartilhar com as pessoas, independente da classe Social, do Credo Religioso, da Opção Sexual, ou, da Etnia.
    Para mim, o que vai interessar é o nosso intercâmbio de idéias, e, de pensamentos.
    Estou lá, no meu Espaço Simplório, esperando por você.
    E, eu, já estou Seguindo o seu blog.
    Força, Paz, Amizade e Alegria
    Para você, um abraço do Brasil.
    www.josemariacosta.com


    ResponderExcluir
  2. Bem feito...! rs Muito bom...! Adorei o seu site! Que bom encontrar mais e mais colegas escritores pela rede...! Bem, eu não sou bem um escritor e sim um mero aprendiz.que gostou muito do seu blog e que ficaria muito honrado se você pudesse me fazer uma visitinha! Mais uma vez parabéns, e sucesso!

    ResponderExcluir